Primeiros cuidados com o filhote: parte I – conhecendo o novo lar e alimentação

Adotou um novo amigo? Parabéns! Seja um marinheiro de primeira viagem ou já tendo outro animal em casa, é importante ler os primeiros cuidados que a nossa equipe de clínicos gerais recomenda.

Conhecendo o novo lar:

Em primeiro lugar, é natural que o filhote estranhe seu novo lar nos primeiros dias. Assim, é importante ser compreensivo, carinhoso e atencioso neste período de transição para facilitar sua adaptação. Um filhote costuma dormir bastante, por isso evite acordá‐lo com muita freqüência ou pegá‐lo de qualquer maneira, colocando‐o em um lugar seguro e confortável com uma cama seca, limpa e quente, além de espaço mínimo para se exercitar e fazer suas necessidades fisiológicas.

Uma vez que os filhotes são muito curiosos e não conhecem muito bem os perigos que os cercam, é importante analisar bem o espaço onde ela ficará na maior parte do dia, restringindo o acesso a fios elétricos, plantas, escadas e produtos de limpeza.

O que oferecer para meu animal comer?

Seu filhote atravessa a fase mais importante da sua vida e seu futuro dependerá de como ele for alimentado neste período, por isso devemos fornecer todos os nutrientes essenciais ao seu bom desenvolvimento. Dê preferência a alimentá‐lo somente com ração, preferindo as rações Premium e Super Premium para filhotes, que não necessitam de nenhum tipo de suplementação, e não ofereça as compradas “a varejo”, porque ficam expostas ao ar, perdem nutrientes e podem contaminar.  Sempre vale lembrar que os preços variam muito, mas existem boas rações com preços razoáveis (lembre-se que uma boa ração precisa de menores quantidades para alimentar bem o seu cão e pode te economizar um bocado de dinheiro em remédios mais tarde). Consulte o seu veterinário para poderem juntos determinar qual é a melhor ração para o seu cão. A utilização de “comida caseira” poderá levá‐lo a subnutrição, obesidade ou a quadros de gastrenterite, então ela só deverá ser prescrita exclusivamente por um médico veterinário.

Recomenda-se que seu filhote seja alimentado 4 (quatro) vezes ao dia, dando a ele um tempo ( em torno de 40 minutos) para fazer a refeição, retirando o restante. No verso da embalagem da ração, você encontrará a sugestão de consumo diário do alimento. Forneça água fresca, filtrada e em abundância.

Lembre-se que op gato é um animal “carnívoro verdadeiro” e a base de sua alimentação deve ser proveniente de fonte proteica, por isso as rações que temos no mercado já trabalham com os nutrientes necessários para seu animal.

  • Frutas que não sejam cítricas e legumes podem ser dados. Consulte seu veterinário quanto a quantidade, que varia de acordo com o tamanho do animal.
  • Evite alimentos que podem fazer mal ao seu bichinho, como doces, peixe com espinhas, ossos de frango, carne de porco, chocolate e feijão. Assim como os “petisquinhos” caninos e felinos em excesso, cujo teor de gordura costuma ser alto.
  • Cuidado com leite de vaca, pois ele pode causar diarréia em alguns cães

No próximo post abordaremos outros assuntos importantes para os filhotes, como a vacinação e vermifugação.

Dra. Renata Tostes – clínica geral da Vet Care Laranjeiras

Anúncios

Uma ideia sobre “Primeiros cuidados com o filhote: parte I – conhecendo o novo lar e alimentação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s