Arquivo mensal: outubro 2017

Terapia Floral – O que é e como funciona?

florais 2

As essências florais são soluções líquidas infundidas de padrões, feitas com flores de determinadas plantas que contem uma marca específica (caráter vibracional da flor) que responde equilibrando, reparando e reconstruindo os desequilíbrios dos seres nos níveis físico, emocional e mental. Portanto, tem o propósito de equilibrar os distúrbios mentais e físicos manifestados pelos indivíduos.

De forma resumida, os florais são medicamentos curadores, muito usados em casos crônicos que se desenvolveram ao longo da vida. Além destes, existem os florais de personalidade (cada indivíduo possui o seu), os auxiliares e os assistentes, que tem a função de facilitar o equilíbrio da verdadeira personalidade individual, sendo escolhidos de acordo com os estados mental e emocional do paciente.

Costumam ser utilizados como terapia complementar à Homeopatia. Tanto associados, quanto sozinhos, produzem bastante êxito em distúrbios comportamentais, muito comuns de serem observados atualmente nos animais. Mas não é só isso! Vocês sabiam que os Florais também tratam problemas físicos? Sim! Vejam abaixo:

florais

Além de todos os benefícios citados acima, as grandes vantagens da terapia floral são:

  • Fácil administração as essências florais podem ser gotejadas diretamente na boca, na água, nos alimentos, ou ainda borrifadas, tanto nos animais, quanto no ambiente;
  • Efeitos relativamente rápidos em média, costuma-se modalizar o comportamento entre 2 e 4 meses, dependendo da resposta individual;
  • Resultados duradouros não necessita de muitas repetições ao longo da vida;
  • E o mais importante: não sobrecarregam os órgãos vitais, tais como fígado e rins.

Gostaram? Que tal tratar de maneira integrativa e individualizada aqueles que tanto amamos? Estou à disposição! Um grande abraço a todos!

Dra. Ana Paula Bacellar Cajueiro

Médica Veterinária – CRMV-RJ 8190

Homeopatia – Florais – Reiki

florais 3

 

 

Anúncios

A importância da ultrassonografia na gestação de gatas e cadelas

filhote

Muitos tutores de gatas e cadelas tem vontade de cruzar as suas princesas para ficarem com um filhotinho ou para darem a amigos queridos, afinal isso é uma forma de perpetuar aquele serzinho que mais amamos. Mas você sabia que as fêmeas prenhas também devem fazer pré-natal? E, nesse pré-natal, a ultrassonografia é o exame mais importante, uma vez que através deles podemos :

  • realizar diagnostico de gestação precoce (15 a 20 dias pós-fecundação)
  • detectar do embrião a partir de 22 -25 dias pós-fecundação (pf))
  • ver a viabilidade fetal através da avaliação dos batimentos cardíacos (21 a 20 em cães e 18 a 25 em gatos pf)
  • visualizar os movimentos fetais (33 a 35 dias pf)
  • avaliar fluxo sanguíneo pelo Doppler
  • ter uma estimativa de idade através de cálculos gestacionais e de números de fetos
  • detectar de possíveis anormalidades da gestação e dos fetos a partir de 30 dias (Identificações do crânio, coluna, costela e pelve  é feita com 30 a 35 dias pf e diferenciação de cabeça, tórax e abdômen  com 35 dias pf).

O uso do Doppler ainda nos permite uma avaliação em tempo real das hemodinâmicas materna e fetal de vasos, tais como artéria uteroplacentária, cordão umbilical, aorta e veia cava caudal do feto. O desenvolvimento vascular anormal da placenta nos compartimentos fetal ou materno é responsável pela restrição de crescimento intrauterino, pelo sofrimento fetal e pela perda gestacional precoce. Todos estes dados juntos mostram a grande importância do acompanhamento gestacional pela ultrassonografia.

Para que a cadela ou gata tenha uma gestação e um parto com segurança, não deixe de fazer uma consulta com o clínico geral e o acompanhamento ultrassonográfico no início e no final da gestação.

Dra. Elida Gripp Manheimmer – responsável pelo setor de ultrassonografia da Vet Care