“Doença da Lagartixa” – Você conhece?

lagartixa2

Uma lagartixinha não faz mal a ninguém… Será???

Sabemos que as lagartixas são serezinhos “do bem”… são até úteis porque comem insetos e ficam ali na parede quietinhas… Mas infelizmente elas não são tão inofensivas assim para nossos bichanos.

Caso elas estejam contaminadas e forem ingeridas pelos nossos gatinhos, podem transmitir a Platinosomose, também conhecida como “Doença da lagartixa”. A Platinosomose é causada por um parasita que habita os ductos biliares e a vesícula biliar dos gatos, o que leva a um mau funcionamento do fígado. Por isso devemos nos preocupar e ter atenção, quando os nossos gatos caçam e ingerem as lagartixas.

Mas veja bem! Não são todas as pobres lagartixas que causam a doença… somente se ela estiver CONTAMINADA. Nem todas carregam o parasita. Como não é possível saber qual tem e qual não tem, devemos manter o gatinho longe delas! É só afugentar e não deixar que o gato as pegue, não precisamos matar as pobres coitadas.

lagartixa1

Mas que sinais meu gatinho pode apresentar para que eu desconfie da doença?

Os sinais clínicos são inespecíficos e variam muito de acordo com a gravidade da doença. Nos casos de infecções mais graves, os bichanos podem apresentar:apatia, perda do apetite e de peso, mucosas amareladas, diarreia com muco e vômitos.

Sintomas mais graves que o tutor pode facilmente detectar:

  • Olhos e cavidade oral (gengiva e “céu da boca” de cor amarelada
  • Dor abdominal
  • Febre
  • Perda de peso
  • Inapetência
  • Prostração

ictericia

Sintomas mais graves que o veterinário irá detectar:

  • Anemia
  • Fígado aumentado e aumento da vesícula biliar
  • Líquido na cavidade abdominal

Image-1

No caso de dúvidas, recomendamos sempre que os tutores procurem seus médicos veterinários de confiança, para que a suspeita da doença seja descartada, uma vez que se não tratada pode acarretar problemas graves, principalmente relacionados ao fígado dos nossos gatinhos.

Como podemos diagnosticar a doença?

O diagnóstico definitivo desta da Platinossomose, pode ser feito pela detecção de ovos operculados nas fezes, presumindo-se que os parasitas não obstruíram por completo o trato biliar.

exame de fezes

 

Além disso, ainda podemos fazer como exame auxiliar ao diagnóstico, uma ultrassonografia abdominal do animal, que por muitas vezes irá nos sugerir a parasitose, uma vez que os ductos biliares estejam dilatados.

Mas essa doença tem cura?

SIM! Essa é a boa notícia! O tratamento é feito com medicação específica para este parasita, o Platinossomo. Porém, quando diagnosticada tardiamente e animal está mais debilitado, faz-se por muitas vezes necessário também tratamento de suporte e nutricional.

O melhor é sempre tentarmos prevenir qualquer doença, e neste caso, o ideal é evitar que nossos gatinhos tenham contato direto com as lagartixas, pois não temos como saber qual está parasitada e pode contaminá-los. Uma missão nada fácil visto que os peludos já têm por natureza, o instinto caçador…

Dra.Gabriela Vieira – Clinica Geral e Especialista em Medicina Felina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s