TOXOPLASMOSE FELINA – Estou grávida, preciso me desfazer do meu gatinho?

Quem nunca conheceu uma mulher gravida que teve a indicação do seu médico de se desfazer do seu gatinho por medo de contrair a tão temida Toxoplasmose?? Mas como assim se desfazer do seu filho??? 

     Isso mesmo… por mais absurdo que pareça, infelizmente, essa é uma recomendação muito comum. Muitos acreditam que o simples contato com os bichanos é o suficiente para que a doença seja contraída. Esse medo todo se dá porque caso a Toxoplasmose seja contraída durante a gravidez, pode levar a abortos espontâneos, além de poder causar também prematuridade e retardo no crescimento intrauterino. Porém, se a gestante já foi infectada anteriormente (até 6 meses antes do início da gestação), desenvolveu imunidade à doença. O grande problema é quando ela é infectada durante a gestação, principalmente nos primeiros meses.

Mitos sobre a Toxoplasmose:

É importante que todos saibam, que o simples contato com um animal infectado, com seu pelo ou até mesmo com suas fezes “frescas” não são suficientes para contrair a doença. Apenas 1% da população felina participa da disseminação da toxoplasmose. Eles contraem o parasita quando caçam e se alimentam de outros animais infectados através de carnes cruas, como ratos e pássaros. Caso isso aconteça, durante um curto período de tempo os “ovos” da toxoplasmose (chamados de oocistos) serão expelidos junto com as fezes do gato.

Mas então se eu tenho um gatinho e dou carne crua para ele, se eu limpar as fezes dele, posso me contaminar? Para que você se contamine, as fezes deverão ficar expostas a temperaturas acima de 36°C por mais de dois dias, para que os oocistos esporulem e sejam então a real forma de infectar os seres humanos e outros animais. Ah! E o mais importante: os oocistos esporulados precisam ser ingeridos, ou seja, se você lavar bem as mãos a cada limpeza da caixinha do seu bichano, a probabilidade de se contaminar é praticamente nenhuma.

Você sabia, por exemplo, que a probabilidade de se contrair toxoplasmose é maior comendo carne mal cozida do que tendo um gato em casa? SIM. As principais fontes de contaminação são a ingestão de carnes cruas ou malpassadas, frutas e hortaliças mal lavadas. É importante cuidar muito da alimentação, lavar bem as frutas e vegetais e cozinhar bem os alimentos para destruir os parasitas. Essas sim são precauções super importantes para evitar a contaminação.

Quais são as formas de transmissão?

Apesar de depositarem toda a culpa da doença nos nossos pobres felinos, deixando até mesmo a doença conhecida popularmente como “Doença do Gato”, é mais comum as pessoas entrarem em contato com o parasita de outras formas. Como por exemplo:

  • Comendo carne contaminada mal cozida (em casa ou restaurantes);
  • Por ingestão acidental, se não as mãos não forem bem lavadas após o manejo de carne crua;
  • Por ingestão acidental, ao usar utensílios que entraram em contato com carne crua e contaminada (se eles não forem bem lavados depois);
  • Por ingestão acidental, ao mexer com terra contaminada e não lavar as mãos depois (caso haja fezes de gato no local);
  • Bebendo água sem tratamento, contaminada com o parasita;
  • Comendo saladas cruas que por ventura sejam mal higienizadas;
  • Por ingestão acidental, ao entrar em contato com as fezes de um gato infectado pela primeira vez pela toxoplasmose. Se o gato já teve o parasita antes, o risco é mínimo. As fezes devem estar expostas há pelo menos dois dias.

 Estou grávida, o que posso fazer para me prevenir então? 

Não precisamos tomar nenhuma atitude precipitada, de como por exemplo dar nossos gatinhos, só por causa disso! Fique tranquila! Algumas medidas simples e práticas, são suficientes para te deixar segura de que não será contaminada pela Toxoplasmose.

Dicas de prevenção: 

  • Deixe outra pessoa limpar a caixa de areia, se existe essa possibilidade, não custa nada evitar! Se outra pessoa não puder limpar a caixa de areia, faça-o diariamente e utilize luvas. Lave as mãos imediatamente depois, água e sabão, são suficientes!
  • A caixinha de areia deve ser limpa ao menos uma vez por dia e se possível, faça a troca semanal da areia, isso garante que a sua saúde e de seu animal. Lembre-se: os oocistos da toxoplasmose precisam ficar dois dias no ambiente para que se tornem infectantes, portanto, se a caixa de areia for limpa com frequência, o risco de contaminação se torna praticamente impossível;
  • Cozinhe bem qualquer alimento antes de comer, especialmente carnes. Os oocistos morrem a temperaturas acima de 65ºC (cozinhar por 4 a 5 minutos); 
  • Lave bem os utensílios de cozinha que estiveram em contato com carne crua;
  • Mantenha os seus gatos dentro de casa para diminuir as chances de contaminação, eles contraem o parasita ao caçar e comer outros animais, como passarinhos ou ratos contaminados;
  • Não alimente o seu gato com carne crua, ofereça ração ou alimentos bem cozidos;
  • Use luvas ao mexer no jardim, pois a terra pode estar com contaminada com oocistos;
  • Lave as suas mãos depois de cozinhar, antes de comer! Parece o básico, mas muitas pessoas se esquecem na correria do dia a dia.

Lembre-se antes de tomar qualquer decisão precipitada, não há motivo para abandonar ou doar o seu gato. Os melhores métodos de prevenção da Toxoplasmose são através de uma boa higiene, desta formas você estará não só assegurando uma boa saúde a você e sua família, como também dos seus bichanos!

 

Dra.Gabriela Vieira – Clínica Geral e Especialista em Medicina Felina 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s